Campanha orienta sobre violência contra crianças e adolescentes

Denúncias de negligência e violência contra crianças e adolescentes cresceram 10% em 2017, de acordo com balanço anual da Ouvidoria Nacional, divulgado no site do Ministério dos Direitos Humanos.

Em todo o ano passado foram mais de 149 mil denúncias de violação de direitos a crianças e adolescentes, pessoas idosas, negras, com deficiência e LGBT. Destas, mais da metade são de negligência, violência física, psicológica e sexual contra crianças e adolescentes, somando mais de 84 mil denúncias.

Para o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, o aumento reflete não só o crescimento da violência, como da conscientização das pessoas, que passaram a denunciar mais em canais da Ouvidoria como o Disque 100, o aplicativo Proteja Brasil e as páginas da internet.

Campanha “Não engula o choro”

Aqui no Paraná, a Secretaria de Estado da Família, lançou nesta semana a campanha “Não engula o choro”, que começou a ser exibida nos cinemas, antes dos filmes, com animações de aproximadamente 1 minuto cada, e que será levada para a internet e outras mídias.

O objetivo é alertar a sociedade e reduzir a subnotificação de casos de violência contra crianças e adolescentes, estabelecendo um diálogo com elas e ficando atento a possíveis sinais.

Dados do disque-denúncia 181 informam que, de 2016 para 2017, o número de denúncias de violência contra crianças e adolescentes aumentou 37,6%, saltando de 843 para 1.166.

>> Mais notícias

>> Promoções

>> Agenda Cultural

0 Comentários
© Copyright - UNIFM 2016.